quinta-feira, fevereiro 09, 2012

A propósito de "pieguices"

Os jornalistas têm um poder enorme: o de deturpar as palavras e conseguirem passar para a opinião pública uma mensagem diferente da original. Foi o que recentemente aconteceu com Passos Coelho.


Referindo-se ao ensino em Portugal e, inclusivamente dizendo que diria o que o Ministro da Educação diria em seu lugar, Passos Coelho disse que é importante termos na Educação gente persistente e que não devemos desculpabilizar os pouco trabalhadores, sejam alunos ou professores. Caiu o "Carmo e a Trindade" e logo vieram os jornalistas dizer que Passos Coelho tinha apelidado os portugueses de "piegas". Mais uma vez, ficam as declarações de Passos Coelho para memória futura e provar que há jornalistas que gostam de deturpar as palavras, fomentando "fait-divers" sem sentido.



video

6 comentários:

Anónimo disse...

Ai,ai, ai, ai, ai!!!!!!!!!!!!

Que estão a bater no coitadinho do passinhos fedelhinho... coitadinho... Chuif, chuif!

Se fosse no sócas, podia ser!

daniel tecelao disse...

O piegas até dou de barato,o mais grave foi todo o discurso em si.
Configura uma estrura mental em devaneio.
Se o país não se vê livre rapidamente desta corja,irá ter graves problemas!!!

Anónimo disse...

FASCISTAS

Anónimo disse...

Bem...
Você anda arrediu!
O partido da sua eleição está a dar-lhe alguns sapos a engolir?

Anónimo disse...

... e então o livro do regressado silva?

... ainda presidente e já a praticar inconfidências!

... ai, ai, ai!... o vencimento insuficiente de que aufere não está a dar para os medicamentos!

Um abraço

Anónimo disse...

Bem, o melhor é comprar ao homúnculo umas botas de biqueira de aço!... a ver se não dá cabo dos pés... com tanto tiro!

Um abraço