domingo, agosto 13, 2006

Que Portugal queremos ter?

Comemora-se hoje o "Dia Internacional da Juventude", num tempo em que debater o ser-se jovem equivale a termos que nos debruçar sobre uma série de problemáticas. Desde logo, convém termos bem presente que em Portugal, assim como em toda a Europa, os jovens são cada vez menos, dependem mais dos pais até mais tarde, casam menos, divorciam-se mais e têm menos filhos, chegando estes em idades muito mais tardias. Esta situação comporta sérias dúvidas sobre a renovação de gerações e a própria capacidade de um povo para ser dinâmico, audaz e minimamente sustentável.
Dou apenas um exemplo: vejamos o que se passa no Japão. Obcecados nas últimas décadas com o crescimento e o desenvolvimento económico do seu país, a maioria dos japoneses investiu muito da sua vida na procura de um nível de vida elevado. Assim, o trabalho sobrepôs-se à família, tendo-se chegado a uma situação em que, em média, cada mulher japonesa em idade fértil tem apenas 1,25 filhos (índice de fecundidade). Ora, com a esperança média de vida mais elevada do planeta (82 anos), os japoneses andam agora a desesperar, tentando responder à questão de quem vai sustentar as crescentes legiões de pensionistas!!!
Por cá, continuamos a ter um Governo que pouco parece preocupar-se com as famílias numerosas, não assumindo uma verdadeira política natalista. Outros países com problemas semelhantes ao de Portugal, já abriram os olhos e investem em medidas que promovam a natalidade. Dou apenas o exemplo da Alemanha, onde a partir de 2007, aqueles que decidirem ficar em casa, para criar os filhos, receberão dois terços do salário até um máximo de 1800 Euros. Em vez de terem rendimentos mínimos garantidos, que apenas promovem a precariedade e a miséria, os alemães investem na sustentabilidade, salvaguardando o direito à família daqueles que com o seu trabalho e devidos impostos contribuem para as finanças do país.
Se a situação não se inverter rapidamente correremos o sério risco de termos um país de "velhos" (muitos deles sem as mínimas condições de vida, visto as reformas serem reduzidas), dependente da imigração para que haja crianças e onde os jovens "cérebros" nacionais tendem a emigrar à procura de melhores condições de vida.

8 comentários:

Letinha disse...

O Governo em vez de criar melhores condições para aumentar a taxa de natalidade, parece que ainda tenta piorar o que já existe...

Paula Félix disse...

Um quadro bem relaista e assustador.
De facto, o nosso governo persiste em subsidiar desalmadamente o desemprego (que me desculpem, mas é a verdade...) e a família não tem grandes privilégios, bastando olhar para a ridícula quantia de abono que se recebe por uma criança.
E.. qualquer dia, a pouca reforma que os "velhinhos" têm, deixa de existir, graças ao saco roto da segurança social que se abre para promover a não produçao em Portugal, ja que os nossos desempregados tiram férias que os empregados não têm meios financeiros de tirar! Curioso, não é?
Enfim, Pedro... este cenário absurdo é o nosso país..e dou-tew a maior força nesta críticas fundamentadas! Tomara que alguem do governbo leia o teu blog.
Jocas

Luisa disse...

Também em França, depois da 2ª Guerra Mundial se fez um esforço enorme para aumentar a natalidade visto muitos jovens terem morrido na guerra. Por cá tudo se fez para diminuir a natalidade com leis que em nada ajudam. Agora começa-se a ver que não é possível sustentar tantos velhos! Mas sobre a protecção às famílias numerosas nada se faz.

daniel tecelão disse...

Foi pena que Santa Lopes não continuasse a governar este país,esse sim um verdadeiro exemplo a seguir no que concerne à procriação.
Porque será que a direita embirra tanto com o rendimento minimo garantido?

Anónimo disse...

DANIEL TECELÂO
"Abra os olhos" e seja "realista" não VÊ O país que temos?
Pense bem naquilo que diz, pois nem todos têm os mesmos ideais, mas quanto à realidade da vida, não hà argumentos que valham.
Fique bem

daniel tecelão disse...

Fico òptimo,obrigado!!!

Anónimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. hardcore videos Capitol one dental plan Tax credit for heating with gas or oil Miracal penis cream Chubby baers xanax ts handjob small tits home owners insurance evalutions high home insurance owner risk

Anónimo disse...

This is very interesting site... » »