sexta-feira, novembro 28, 2008

Portugal e a crescente emigração...

Segundo um estudo realizado pela Comissão Europeia, Portugal tem a mais alta percentagem de trabalhadores que escolheram viver noutros países da União Europeia. Aliás, nos últimos quatro anos, já atingimos valores semelhantes aos verificados nos países de Leste. Esta é a prova de como o nosso país está muito longe da ilusão que José Sócrates nos tenta impingir, com a propaganda e marketing políticos que todos os dias nos entram em casa por via dos noticiários televisivos!!!
Ora, tendo em conta a crise que se irá apoderar do nosso país nos próximos anos e o retorno forçado de muitos emigrantes portugueses que foram há uns anos para Espanha e para o Reino Unido (dois dos mais recentes destinos prioritários da emigração nacional), é muito provável que a taxa de desemprego se aproxime dos 10% e que as dificuldades financeiras atinjam milhares de famílias, com graves consequências sociais...
Sócrates, que gosta tanto de números e de "trabalhar" para as estatísticas (veja-se a vergonha que tem sido a política de educação, visando o sucesso escolar forçado!), deveria lembrar-se que em 2007, o rendimento nacional bruto per capita português foi de apenas 64% da média dos 15 membros clássicos da UE. Só alguns países do Leste tiveram pior desempenho.
A emigração é sinal de desespero. O regresso forçado ao país de origam é sinónimo de dificuldades. A crise está a instalar-se aos poucos e o Governo continua a vender ilusões. Portugal precisa de um novo preciso um novo Sá Carneiro!!!

3 comentários:

Anónimo disse...

em 2007, o rendimento nacional bruto per capita português foi de apenas 64% da média dos 15 membros clássicos da UE.



Em contrapartida antes desta crise financeira, alguns poucos portugueses que nada tem a ver com socialismo (aproximan-se mais da cor de laranja)ou coisa que o valha, ficaram com os bolsos bem recheados...


Portugal precisa de um novo preciso um novo Sá Carneiro!!!



Deixem-no descansado onde está... O passado passou!

Anónimo disse...

Esta gente ,à falta de melhor,alimenta-se do mito Sá Carneiro.
Sá Carneiro não teve tempo nem oportunidade de provar o que quer que fosse na àrea governativa.
O seu mérito foi manter as hostes laranja em ordem,o que não acontece agora,só por isso é que fazia falta.
Ressuscitem-no!!!

Pantera disse...

É por este motivo que deveriamos ter um pouco mais de respeito pelos imigrates que escolheram Portugal para viver.

Se as coisas não mudarem na próxima lesgislatura serei uma dessas tantas pessoas que vai embora deste país de mentalidade pobre.