sábado, agosto 06, 2005

Soares e Cavaco: diferenças mais que óbvias...

Partindo do princípio de que Mário Soares e Cavaco Silva serão os principais (e talvez únicos!) candidatos ao cargo de Presidente da República interessa, desde já, e antes que ambos assumam as respectivas candidaturas, inventariar algumas das diferenças existentes entre estas duas personalidades da política portuguesa:
1. Na postura: Soares não tem sabido ser discreto e tem optado pela exposição mediática das suas acções de "audição" e "auscultação", enquanto que Cavaco tem assumido que a sua possível candidatura apenas será comunicada ao País depois das eleições autárquicas, o que demonstra carácter e respeito pelo povo português;
2. Na integridade: Soares anda há menos de um ano afirmava que "nem numa situação-limite seria candidato (...) seria uma loucura", enquanto que Cavaco nunca escondeu a possibilidade de voltar a apresentar uma candidatura ao cargo de PR, o que demonstra que Soares faltou à verdade, enquanto que Cavaco tem no respeito pela verdade uma das suas principais qualidades;
3. Na necessidade do equilíbrio do poder: Soares apresenta-se como fundador do PS, o que implica que nada fará para colocar em risco o Governo de Sócrates, pelo que a sua capacidade de intervenção e independência face ao Governo fica posta em causa, enquanto que Cavaco é reconhecidamente um perito a nível económico-financeiro, o que implica que terá uma maior capacidade de intervenção nas decisões menos acertadas deste Governo;
4. Na forma de estar: Soares vive dos holofotes e da exposição pública, sendo bem conhecido o seu gosto de viajar pelo mundo fora, o que dá a ideia de querer servir-se do cargo de PR para interesses meramente pessoais, enquanto que Cavaco se apresenta como uma personalidade bem mais discreta, sóbria, estudiosa e conhecedora dos reais problemas do País, o que demonstra que os interesses de Portugal estão bem acima dos interesses pessoais;
5. Na lucidez: independentemente da idade de Soares todos recordamos as vezes em que Soares foi "apanhado" a dormir em colóquios e conferências, para além das suas gaffes, como aquela em que confundiu milhares com milhões de euros, enquanto que a Cavaco se reconhece a sua capacidade para durante cinco anos representar condignamente a República Portuguesa.
Estas são apenas algumas das diferenças existentes entre Soares e Cavaco que me levam a pensar que só no caso de termos um povo muito distraído é que Cavaco não será eleito o próximo Presidente da República...

3 comentários:

Paula disse...

Sempre gostei da pessoa de Cavaco Silva! Não pela cor do partido, pois isso para mim não significa nada, mas pela integridade que ele sempre me inspirou! Pela diferença que sempre marcou, até na sua campanha eleitoral quando foi Primeiro Ministro. Ele nunca precisou de rebaixar os outros para se elevar a si mesmo!
Por essas e por outras qualidades, também espero como tu, que ele seja o nosso Presidente.. com pena que não seja o Primeiro Ministro!.. Mas...enfim... da forma como o povo o tirou de lá.. deve ter sido uma mágoa para ele...

isabel disse...

acabando de ler a tua ideia deu-me vontade de rir...a tua comparação entre um e outro.
para ser sincera nunca gostei do Mário Soares, e sempre acreditei na frontalidade e na postura do professor Cavaco Silva. Admiro-o muito pela sua vasta cultura , na forma como domina os assuntos com naturalidade e clareza.É uma personalidade com muito equilibrio . penso que será uma boa escolha para Portugal.

Anónimo disse...

Best regards from NY! » » »