sexta-feira, março 03, 2006

Adeus Sampaio. Não vais deixar saudades...

Sampaio está prestes a despedir-se de dez anos à frente do da Presidência da República e que ficam marcados por um estilo baseado de forma excessiva na emotividade, na lamúria, nos discursos repetidos até à exaustão e numa série de caprichos que fazem pensar que Sampaio se serviu do cargo que ocupou mais para proveito próprio e não tanto para influenciar o rumo de Portugal...
Aliás, por alguma razão é que eleições as últimas foram apelidadas como decisivas para o futuro de Portugal, o que confere ao Presidente da República uma acção que vai muito além da protagonizada por Sampaio.
Bem vistas as coisas, podemos concluir que em dez anos de mandato Sampaio teve como principais preocupações concretizar o desejo de visitar todos os concelhos do país, nem que fosse de corrida, como aconteceu nas últimas visitas ao distrito de Viseu, por mero capricho egocêntrico e, não tanto, com o intuito de dinamizar ou levar algo de bom aos locais que visitou. Por outro lado, é comumente aceite a ideia de que Sampaio exagerou nas condecorações atribuídas, banalizando cerimónias que se deveriam revestir de interesse público e de alguma notoriedade, aspectos que foram menorizados pelo Presidente da República que agora nos deixa. Finalmente, o que dizer da rasteira que Sampaio pregou a Santana Lopes, deixando-o pegar no rebuçado do poder, já com a intenção de deixar que Sócrates se preparasse para a luta eleitoral...
O resto não passou de discursos repetitivos, monótonos e de fazer dormir qualquer um, para já não falar das constantes imagens de "choramingas" a que Sampaio nos habituou...
Assim, é com elevada expectativa que esperamos pelo novo estilo de Cavaco, que, mais do que se servir do cargo de Presidente da República para a concretização de caprichos pessoais, certamente colocará Portugal à frente de todas as suas prioridades...

11 comentários:

Willespie disse...

Concordo genericamente com a tua opinião.
Foi durante a presidência do Jorge Sampaio que assistimos a uma passividade e indiferença perante o declínio económico e político (o tal pântano) que teve o seu início nos governos Guterristas.

É certo que um presidente, deve apenas presidir e não governar, contudo o presidente pode e deve fazer uso do seu lugar privilegiado para observar e antecipar os problemas futuros para o estado e o seu governo, fazendo uma intervenção mais activa e construtiva nos seus discursos e diversas acções alertando quer o governo quer a população para os problemas e desafios que não são colocados ou que poderão surgir. É sobretudo isto que espero do Cavaco Silva.

Acerca dos maiores problemas nacionais que ainda hoje persistem, o Jorge Sampaio falou pouco ou nada e quando falou na maior parte dos casos pecou pela demora.

Um abraço!

Luisa disse...

Pois eu vou ter saudades do Sampaio. Acho que ele falou de muitos assuntos com interesse, como a da Justiça e que muita gente despertou para certos problemas. Não se emiscuiu no governo mas deu muitas pistas e apontou erros. É esse o papel do Presidente da República.

Marco disse...

Sampaio foi um bom Presidente. Vocês do PSD e CDS é que nunca lhe perdoarão ter derrubado Santana. Mas o erro de Sampaio não foi esse, o erro foi ter aceite Santana Lopes como 1ºMinistro. Emendou a tempo... mas o erro já estava feito.

Willespie disse...

A minha crítica ao Sampaio nada tem a ver com qualquer aliança partidária. Não tenho grande simpatia por qualquer partido mainstream existente. Tenho estado a observar o Movimento Liberal Social de perto e participando em alguma conversas online e creio que existem condições a médio-long prazo de arrancar com um partido novo, liberal, centrista, progressivo e representante de uma fasquia da população que não se sente totalmente representada com os partidos actuais.

Peço desculpa pela publicidade algo descarada. :P

Anónimo disse...

E viva Santana Lopes. Um exemplo a seguir, vitimizado pelo maquiavélico (mas tb emotivo, choramingas... - que maquiavelismo estranho) Sampaio.

Anónimo disse...

Homem de cabelo vermelho....

Rui disse...

Como alguém alguma vez disse em qualquer lado:

"Durante os dez anos da presidência de Jorge Sampaio, o período que Portugal atravessou foi o de uma DECADA"!

Um abraço.
Rui

Anónimo disse...

Decada nao prodigiosa.....

Diesel disse...

Concordo em absoluto.
Não vou ter saudades.
A resolução da questão timorense é muito pouco para quem foi PR por 10 anos.

daniel tecelão disse...

Cavaco que nunca se engana e raramente tem duvidas,vai finalmente ser o mais alto magistrado da nação,apesar de não saber quantos cantos têm os lusiadas.
Nunca o veremos verter uma lágrima,pois não tem sensibilidade para tal.
Nem tudo o que Sampaio fez foi mal feito,basta o facto de correr por incompetência com S.Lopes!!!

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... film editing classes