sexta-feira, março 07, 2008

Manifestação do descontentamento

As duas últimas semanas foram marcadas por um conjunto de manifestações de professores ocorridas um pouco por todo o país. Também se realizou, junto à escola onde lecciono, uma concentração de cerca de 300 docentes em protesto contra uma série de medidas emanadas do Ministério da Educação, cujos conteúdos apresentam muitos pontos de duvidosa seriedade e rigor.
Mas, não tenhamos ilusões! Mais do que protestar contra a necessidade de termos um novo (e não primeiro, como tem afirmado José Sócrates) modelo de avaliação de professores, mais simples e justo que o proposto pelo Governo, a maioria dos professores protestam contra a forma como este Ministério da Educação tem tratado os professores: com desprezo, arrogância e desconfiança. Só quem está numa escola sabe do que falo... Muitos docentes protestam também contra o conjunto de medidas que o Ministério da Educação tem "inventado", visando um facilitismo extremo em prol de um sucesso escolar, no mínimo, forçado!
Tenho pena de não poder ir à manifestação em Lisboa. Os meus dois filhos de 2 anos e 5 meses impedem-me de o fazer. O direito à indignação dos professores é uma realidade que ninguém pode escamotear. Nem as palavras "bondosas" da Ministra...

4 comentários:

Jofre Alves disse...

Não sou professor, mas sim pai de dois alunos e em pleno direito da minha cidadania a minha solidariedade para com a classe docente, que tão mal tem sido tratada. Boa semana.

Luisa disse...

A manifestação de Lisboa foi um sucesso. Oxalá o Governo reflicta e, em conjunto com os professores, saiba encontrar uma solução correcta para os problemas da educação.

Anónimo disse...

Pensava que tivesses ido!
Quantos mais fossem melhor.
O Governo que pense porque estiveram ali tantos professores, tantos descontentamentos; mas o Governo faz que nao ouve e nem vê, infelizmente! É pena.
Maria

IsaMar disse...

Descontentamento é pouco!
Nunca vi tanta gente, tanto professor descontente. E mesmo assim "aquele desgraçado" não cede(Sócrates). Ainda ontem foi festejar num comicio do PS.
Como disseste no teu ultimo artigo, até ttenho vergonha de ser docente. Sinceramente a minha alegria de ser Docente, de leccionar anda muito fraca.

bjs