sexta-feira, junho 06, 2008

A festa dos pobres...

Durante os próximos dias o futebol irá inundar (ainda mais!) tudo o que diga respeito a noticiários. Depois de três semanas de uma frenética ânsia jornalistica pelo mais insignificante não-acontecimento relacionado com o estágio da selecção portuguesa em Viseu e a partida para a Suiça, eis que é chegada a hora de se debaterem tácticas, lances da bola, arbitragens, substituições, etc...
Foi confrangedor ter de assistir a peças jornalisticas inócuas e a roçar a incúria e a vergonha. A SIC ganhou a todos os níveis em termos de parvoíce jornalística!!! Jornalistas a falarem com cães vestidos com as cores nacionais, outros a darem a conhecer as casas e os carros dos jogadores, outros a revelarem os hábitos de lazer ou as preferências gastronómicas dos treinadores...
E o que dizer daqueles que aguardaram horas e horas pela passagem de carros desportivos com vidros fumados para acenarem em direcção ao desconhecido? E aqueles que no caminho para o aeroporto seguiram o autocarro da selecção, como se de uma revolução se tratasse? E as atitudes de puro fanatismo e ânsia pela aparecimento à frente das cãmaras de filmar das televisões protagonizadas pelos emigrantes portugueses na Suíça?
O visionamento do vídeo que se segue ficará para a história como a prova insufismável de como o futebol é a festa dos pobres. Qual América do Sul, qual quê? A parolice é mais que muita nos comportamentos revelados por muitos dos portugueses que não se importam de ser profundos iliterados, mas que ficam felizes quando é chegada a hora de "discutir bola"...
Ganhe ou perca, não estou para gastar muito mais do meu tempo com um conjunto de vinte e tal privilegiados que correm atrás de uma bola. Futebol, sim! Fanatismo, nem pensar!!!

3 comentários:

contradicoes disse...

Mas que jeito isto dá
aos actuais governantes
a euforia encobrirá
as dificuldades gigantes

Luisa disse...

Sõ momentos que os Governos desejam com toda a alma. Enquanto se discute futebol não se discutem os problemas sérios do País. Também fico chocada com o fanatismo desta gente que corre atrás das equipas como se delas dependesse toda a sua felicidade. Hoje, na Missa, reparei que muitas senhoras "respeitáveis" usavam na mala um pequeno emblema ou tira de pano com as cores da selecção.!!!! Claro que se não fosse a televisão muitas delas nem saberaim que está a decorrer um simples campeonato que deveria ser apenas mais um espectáculo de desporto.

Anónimo disse...

Com papas e bolos se enganam os tolos... Esta é sem qualquer sombra de dúvidas a imagem do nosso Portugal. Onde estão as dificuldades do dia-a-dia? Onde estão as amarguras de quem cada vez mais tem de fazer uma ginástica herculiana para poder chegar ao fim do mês vivo?
Obviamente torço que Portugal chegue o mais longe possível na competição, mas daí até participar em manifestações como aquelas a que temos assistido nos últimos dias...
Nos países civilizados festeja-se depois de se alcançar algo. Nós temos o dom de festejar antes de alguma coisa acontecer. Fazemos a festa, lançamos os foguetes e apanhamos as canas... eles (entenda-se toda a comitiva) é que recebem o elevado valor monetário.
Zé Augusto