sexta-feira, setembro 26, 2008

O triunfo das máquinas!!!

O actual Ministério da Educação vangloria-se a toda a hora como o grande protagonista da revolução tecnológica em curso na área do educação em Portugal. Depois de no ano lectivo passado, os professores e alunos do ensino secundário terem tido a possibilidade de adquirir um portátil com ligação à Internet sem fios a preços reduzidos, independentemente do real uso que lhe seria dado, eis que, no actual ano lectivo tivemos a novidade do Magalhães: um portátil de reduzidas dimensões, mas grandes potencialidades, a preços de saldo e colocado à disposição dos alunos de mais tenra idade...
Enquanto os quadros interactivos, os projectores multimédia e os computadores não são generalizados a todas as escolas e a todas as salas de aula, é já possível vermos alunos de seis anos agarrados ao Magalhães, qual "io-io" do século XXI!!! Os alunos da minha esposa, que é professora do 1º ciclo, já a questionaram várias vezes a propósito do Magalhães. E os pais também não se cansam de lhe perguntar "quando é que os Magalhães chegam aqui à escola?"
Apesar da iliteracia ser um problema em crescente evolução e do cálculo matemático mais elementar, como a tabuada, andar pelas ruas da amargura, o que está na moda, para os alunos portugueses é andar agarrado ao telemóvel e daqui a uns tempos ao Magalhães. Tudo, obra e graça deste Ministério da Educação...
Aquilo que poderia ter sido uma boa aposta, levada a sério e de forma sustentada, está a transformar-se numa "roda viva" e num problema que evidencia, por parte de muitos alunos e, sobretudo, dos próprios pais, uma possibilidade de adquirir um portátil a preço de saldos, sem controlo pelo verdadeiro uso que lhe é dado...
Só um exemplo: miúdos com seis anos que ainda não sabem distinguir as letras do alfabeto, mas que anseiam desesperadamente pelo momento de terem o seu Magalhães. Para quê? Para brincarem ou para os seus pais poderem ir à net a preços baixos? A política tem destas coisas e a caça ao voto não é desperdiçada!!!

6 comentários:

Shakti disse...

Este Magalhães está a tornar-se numa epidemia e histeria nacional...

bjs

Anónimo disse...

O computador ensina...mas não educa!

daniel tecelao disse...

Tudo o que este governo faz,você vê sempre horrores,será que a ideia foi roubada ao PPD?

karla disse...

"Só um exemplo: miúdos com seis anos que ainda não sabem distinguir as letras do alfabeto, mas que anseiam desesperadamente pelo momento de terem o seu Magalhães. Para quê?" Sâo os miúdos, ou são os pais? ah, pois é!... tb eu so professora, e estoua leccionar no 1º ciclo, e acredita k ouço mais os pais a falarem nisso,e até perguntarem-me como é, do que os miudos propriamente ditos....

Anónimo disse...

De facto, os pais das crianças, são mais crianças do que elas próprias; ou querem ser mais espertos e o Magalhães é pra eles; este mundo está demais!

Anónimo disse...

E já ouviram falar da Magalhoa?