quinta-feira, julho 10, 2008

Acabe-se com esta vergonha!!!

A menos de 500 metros do principal shopping-center da região Centro do país (o novo Palácio do Gelo) e à beira da principal entrada rodoviária de Viseu assiste-se, há muitos anos, a um triste espectáculo de prostituição de rua, onde coabitam miséria, imundice, mau exemplo e falta de higiene. Uma vergonha!!!
A Câmara Municipal de Viseu sabe há muito tempo desta situação e nada tem feito para acabar com este problema social. Alguns poderão dizer que não é competência camarária acabar com a prostituição de rua, mas não tenhamos dúvidas que a protecção do espaço público é um dos deveres das autarquias. E naquele "buraco" à beira da estrada assiste-se ao completo desprezo pelo espaço público.
Por outro lado, desde o tempo do Estado Novo que parece que os poderes públicos têm feito da prostituição de rua um tema tabu. Ninguém ousa falar sobre o tema. Pelo contrário, na Itália estudam-se propostas que visam controlar a crescente prostituição nas ruas, avançando-se com soluções como a criação de distritos reservados para a prostituição, assim como a legalização dos bordéis e a aplicação de penas de prisão perpétua para os condenados de praticarem actos de lenocínio.
Enquanto não aparecer um Governo que tenha a coragem de alterar a actual (des)lei que se aplica sobre a prostituição teremos que continuar a conviver com esta vergonha de vermos mulheres a "venderem-se" em pleno espaço público, muitas vezes em condições de autêntica imundice, que dão uma imagem vergonhosa de algumas zonas das nossas cidades. Torne-se ilegal a prostituição de rua e certamente que estas vergonhas terão os dias contados...

7 comentários:

Fénix disse...

Ora... A prostituição já é ilegal... Seria mais penalizada nas ruas se se legalizassem os bordéis, como é costume no nosso país...
De qualquer modo penso que sabe da situação do parque Eduardo Sétimo à uns tempinhos atrás... Crianças, e digo-te, cheguei a conhecer um rapazinho que o fazia (portanto não toca só as mulheres), para ganhar dinheiro pois a sua família - que era só a mãe, não tinha rigorosamente nada. E foi assim que com 16 anos ele já tinha SIDA, e vive com esse fardo...
É triste, o problema acaba por não passar só pela lei relativa aos bordéis, passa também pela boa formação das pessoas (digo isto pois a mãe do rapaz não se dignava a procurar emprego - talvez por já ter desistido). O nosso governo devia dar mais apoios sociais a quem precisa e deixar de apertar o cinto em situações ridículas... Estamos a investir em coisas constantemente - veja-se os autocarros a hidrogénio no Porto, que acabam em museus sem utilidade nenhuma (para não falar do acordo com a Nissan que foi hoje noticia… Os engenheiros do INETI não devem conseguir dormir descansados só a pensar na quantidade de pesquisas que se estão a efectuar nos carros a hidrogénio... Milhares de euros desperdiçados em cada coisa... O mesmo acontecerá com o TGV e com a nova ponte (porque raio querem eles rehabitar Lisboa e diminuir o numero de carros na capital com mais acessos à mesma). Enfim. Até eu estou em risco de perder muita coisa, pois sou trabalhador estudante com casa própria, só tenho mãe sem posses, com uma renda que ultrapassa o meu rendimento mensal (o que me vale é a pessoa com quem eu vivo), e espero há meses apoio para a casa (pelo porta 65), enfim.... Casos particulares, mas tantos outros, como os simples pagamentos das propinas da faculdade, dos universitários que se prostituem para poder pagá-las - o que é também muito chocante... Alguns fogem a alternativas menos dignas... Durante quanto tempo?

Andreia do Flautim disse...

Olha, encontrei um conterrâneo!=)

Por acaso já as lá vi muitas vezes...

Obrigada pela mensagem no meu blog, volta sempre!=)

Carla disse...

O verdadeiro problema no que diz respeito à prostituição é mesmo a falta de coragem do poder político de legislar sobre este tema e de fazer cumprir essa mesma legislação. Mais do que proibir urge reconhecer que ela existe e estruturar as coisas por forma a que deixe de ser a "vergonha" que é actualmente
bom fim de semana

Shakti disse...

Este é um problema muito difícil de extinguir...parece que está enraizado na nossa sociedade...

bjs e bom fim de semana

titofarpas disse...

É muito complicado...
Bom fim de semana.
Abraço

José de Oliveira Povinho disse...

Muito dificilmente se conseguir� erradicar este problema da nossa sociedade, n�o � � toa que � apelidada de 'a mais velha profiss�o do mundo'! E infelizmente prolifera a uma velocidade vertiginosa, t�o mais r�pida quanto o aumento dos problemas sociais.
Tamb�m considero que a hipocrisia que rodeia este assunto deve ser posta de parte e legalizar os in�meros bord�is que por este pa�s fora andam escamoteados.
Um abra�o (e obrigado pelo coment�rio)

Anónimo disse...

Enquanto existirem homens e mulheres exitirá prostituição.