segunda-feira, outubro 31, 2005

1 de Novembro: um feriado discutível...

Em muitos países do mundo, no dia 1 de Novembro celebra-se o "Dia de Todos os Santos". Este é um feriado de origem católica, embora seja "aproveitado" pela generalidade da população, quer se seja católico ou não para fazer uma folgazinha ao trabalho...
Este é daqueles dias, como a terça-feira de Carnaval e outros, em que não consigo compreender qual a razão que leva o Estado a continuar a institui-lo como feriado nacional, quando aposto que a maior parte da população não o celebra, nem sequer sabe qual o seu significado. Aliás, convém lembrar para os mais distraídos que no dia 1 de Novembro é feriado para que, segundo a Igreja Católica, se "agradeça a existência daquelas pessoas que alcançaram a perfeita introspecção das suas almas Divinas e se ore para que no devido tempo da nossa perfeição, nos possamos juntar aos líderes da Luz"! Será que na prática é isto que acontece? Não me parece...
Depois, não nos podemos esquecer que a maioria da população nem sequer quer saber da Festa de Todos os Santos, nem tão pouco do Dia dos Fiéis Defuntos. Aliás, muitos aproveitam o feriado para passear e, este ano, muitos até o reforçam como fim-de-semana alargado, fazendo "ponte" na segunda-feira...
Eu próprio, que sou católico, não preciso deste feriado para homenagear os meus familiares que já partiram. Todos os dias me lembro dos meus avós e não preciso de me deslocar ao cemitério do dia 1 ou 2 de Novembro para me recordar deles. Aliás, considero absurdo que os cemitérios se encham de gente nestes dias, quando o domingo é já por si um dia de celebração festiva para os católicos...
Por outro lado, a haver feriado, pelo menos poder-se-ia "deslocá-lo" para um dia mais junto ao fim-de-semana para, assim evitar o que, mais uma vez, aconteceu: o País a meio gás durante um dia e parado no seguinte...

11 comentários:

Nelson Ferreira disse...

Que lhe parece a ideia de passar os feriados para o Sábado?
E se for para o Domingo?
Vá lá, não sejamos radicais.

Paula disse...

BRAVOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO............... Imagina um enorme smiley a bater palmas ao teu post.
Concordo contigo plenamente, na crítica que fazes à hipocrisia não só da igreja católica, como também à sociedade em geral.
O que entendi das tuas palavras foi um apelo à consciência e análise desta realidade. Pôr as pessoas a usar a cabeça, a pensarem por si mesmas, em vez de se deixaraem arrastar pelas multidões, sem ao menos saberem para onde vão!!!!
ADOREIIIIIIIIIIII!!!!!!!
A forma como denuncias as situações mais ABSURDAS e RÍDICULAS do nosso país é estrondosa!
Revelam uma forte personalidade, profundas convicções e muita coragem da tua parte!
Parabéns, Pedro!
Continua, que tens aqui uma amiga e admiradora.
Jocas e... aproveita bem o "feriado".
Eu não vou visitar os mortos...mas os vivos, que amo e precisam do meu amor e eu do deles!
Um abraço.

Patricia disse...

É verdade que muitas pessoas desconhecem o significado do dia de amanhã. Para muitos o feriado de amanhã é apenas mais um dia de descanso. Mas, por outro lado, é neste dia que muitas pessoas se lembram de ir visitar os familiares que já partiram. É pena que assim seja e que tenha que haver um dia para que as pessoas se possam lembrar dos entes mais queridos que já partiram e aproveitarem para lhes fazerem uma visita e até levarem um ramo de flores. Este feriado, para mim, não deixa de ser um dia triste...
Desejo-te um bom feriado. Beijinhos

daniel tecelão disse...

O pedro tem aqui duas admiradoras de mão cheia,você é um sortudo!!!

Anónimo disse...

E POR QUE NÃO?

Nuno MA
www.arte-de-opinar.blogspot.com

george disse...

Raciocinio esta perfeito,conclui verdades sociológicas e culturais do povo português.Seguidismo, sem questionar tem sido infelizmente uma norma na sociedade, e o exemplo dado é paradigmático.

Bruno disse...

Concordo que haja muita hipocrisia na existência deste feriado mas lá que deu muito jeito deu. Olhem eu aproveitei para visitar a Feira da Gastronomia em Santarém ontem à noite e comer uma sopa da pedra em Almeirim hoje ao almoço.

Por outro lado acho que o país anda a meio-gás muitos dias por ano e não só nas vésperas de feriado. Se trabalhássemos todos "a sério" talvez até pudéssemos ter mais feriados do que temos...

Mas parece-me que esta discussão é válida porque realmente em Portugal vigora a "cultura da balda".

Açor disse...

Olá PAtrícia...!!!???///((())):::
Viva Pedro!!!

Viva enfim todas as Manelas desse país que não são mais, afinal, do que as joanas desse nosso Potugal.

Tá tudo maluco...é o apocalipse, o fim dos tempos, tá pra acontecer...

Ai gatixa

Roberto Iza Valdes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Catarina disse...

E os sábados-e-domingos? Não devíamos trabalhar aos sábados-e-domingos? Esta coisa de o país parar de cinco em cinco dias, não será um atraso? E de noite? Será que precisamos mesmo de dormir? E o intervalo do almoço? Será mesmo necessário?

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP Jumptoyourcity com ionamin Foot foot job sexy princess cruises Free+paris+hilton Milfs and there sons University medical acne and scar Small run digital textile printing brisbane australia heating systems gmc pick ups Tiny tits teen fuck students Sexy legs spreading