quarta-feira, novembro 02, 2005

Uma pequena amostra do que aí vem...

Quem hoje assistiu pela TVI à primeira grande entrevista concedida por Mário Soares depois deste ter apresentado a sua candidatura à Presidência da República ficou com uma pequena amostra do caminho difícil que espera Cavaco Silva ao longo dos próximos dois meses...
Só os mais distraídos e menos atentos à política portuguesa é que podem ter ficado admirados com a postura, no mínimo, arrogante e maldosa com que Soares se referiu repetidamente a propósito de Cavaco Silva. Aliás, em vez de ter sido a jornalista a conduzir a entrevista vimos um Mário Soares a aproveitar todas as questões para atacar o seu adversário Cavaco Silva, tendo-o mesmo apelidado de intermitente, silenciador e desconhecedor de política internacional. Soares chegou ao ponto de ler afirmações proferidas por Cavaco Silva em contextos diferentes, ao mesmo tempo que tudo fez para tentar passar a mensagem de Cavaco Silva poderá colocar em causa os direitos dos trabalhadores portugueses, esquecendo-se que é ao Governo de Sócrates que cabe conduzir a política económica e social do País.
Fica claro que a campanha eleitoral não será fácil para Cavaco Silva, sobretudo porque Soares e os restantes candidatos de esquerda não se cansarão de assustar os portugueses com a imagem do Cavaco Silva "papão". Os ataques pessoais serão mais que muitos e a equipa liderada por Soares tudo fará para denegrir a imagem de Cavaco.
Esperemos que o povo português tenha a lucidez suficiente para não se deixar levar neste tipo de ataques pessoais e consiga alhear-se de uma campanha de esquerda que apenas funciona pela negativa e na base do ódio e da raiva...

8 comentários:

Patricia disse...

É verdade que Mário Soares se mostrou bastante impertinente e provocador nos seus comentários. Tudo fará para denegrir a imagem de Cavaco Silva, mas também fica claro que esse ódio pelo adversário só mostra que se sente inseguro.
Na minha opinião, Soares será derrotado por Cavaco, pois não tem perfil para Presidente da Republica. Como é costume dizer-se " Existe uma idade para tudo..."
Fica bem e que o dia de amanhã corra da melhor forma.

José Marcolino disse...

Pedro concordo contigo, concordo igualmente com a Patrícia, ou seja, estamos todos de acordo.

É tão bonito quando assim é...isso torna-nos próximos.eheheheheeheheh!!!

daniel tecelão disse...

O que eu desejo a Cavaco é o mesmo que desejo a M. Soares.
Não se tratará propriamente de ataques pessoais,são factos!!!

Paula disse...

Sabes, meu querido... seo povo portuggês tiver o mínimo de sensibilidade e perspicácia, quem se está a enterrar por completo é o Mário Soares! A atitude fica para quem a tem. E o que ele tem dito e insinuado, só lhe fica mal a ele! Acho vergonhosa a postura dele, repugnante mesmo!
Creio que o feitiço vai virar-se contra o feitiçeiro.
E em vez de tornar as coisas mais difíceis ao Prof. Cavaco Silva (do qual sou fã), só lhe está a facilitar a vida.
Quem não deve não teme, e o Cavaco não precisa de usar estratégias baixas como os outros, porque ele sabe o que vale!
Obrigada, querido amigo, por me dares a oportunidade de ler estas verdades e comentá-las!
Um beijão.
Obrigada pelas tuas visitas ao meu blog e pelas tuas palavras gentis.
Tixa

Anónimo disse...

musikcafe.blogspot.com

Anónimo disse...

Independentemente de se gostar, ou não, do Cavaco Silva, torna-se ridiculo escutar os seus adversários a falarem dele.
Porque não falam de si próprios?
Ficariamos mais esclarecidos...
Para M. Soares, é ver:
http://www.aemo.org/asoares/ip0.html
Para M. Alegre é ver:
www.geocities.com/Heartland/ Garden/4462/dgspiresargel.htm

Anónimo disse...

Gatixa y Patricia están buenisimas.....Bellas e inteligentes.....

Dulcineia disse...

Ainda bem que o Dr Mário Soares adoptou um esquema de campanha que não passa de dizer mal do Prof Cavaco Silva,mas no dia 22 de Janeiro vai ter a resposta.Ele e os outros candidatos que afinal estão mais preocupados em denegrir a imagem do Professor do que dizerem ao que vém.É por isso que o Professor vai ser o Próximo presidente de todos os Portugueses.