sexta-feira, julho 23, 2004

Uma política de continuidade...

Dando uma rápida vista de olhos às linhas gerais do Programa de Governo do actual executivo, facilmente se chega à conclusão que, efectivamente, Santana Lopes cumpriu com a palavra e se prepara, a fazer fé no Programa de Governo, para continuar com a política de consolidação financeira iniciada pelo anterior executivo.
Como prioridades ao nível das finanças, o actual Governo propõe-se continuar a levar a bom termo a saúde orçamental, as reformas estruturais e o aprofundamento da justiça social (pág.64). A este propósito consta do Programa de Governo uma medida de revisão do IRS e dos benefícios e isenções fiscais (pág.69).
Claro que, nos próximos dias, lá virá a oposição acusar o Governo de populismo, criticando a medida de revisão do imposto sobre os rendimentos singulares (IRS), esquecendo-se que a mesma constava do anterior Programa de Governo. Ou seja, se a política geral deste executivo é de continuidade, é-se acusado de populismo; se a política geral é de ruptura, é-se criticado de faltar à palavra. É caso para dizer: a crítica fácil passou a ser um vício de alguns! 

2 comentários:

Quintanilha disse...

Como prioridades ao nível das finanças, o actual Governo propõe-se continuar a levar a bom termo a saúde orçamental...

Posso lançar daqui uma sonora gargalhada!????

Anónimo disse...

This is very interesting site... Smart pop up blocker 2.0 registration Best rosacea doctor prozac Pilates institute america How to take cialis