quinta-feira, julho 03, 2003

Alexandre, o Grande Gay!

Ontem, andava eu a navegar por alguns sites de música, quando deparo com uma caixa de publicidade onde constava a seguinte questão: que tiveram eles em comum? Fiquei expectante por saber quem eram os denominados "eles". E vá veio a resposta! Sócrates, James Dean, Alexandre o Grande, entre outros foram todos gays, e, por isso, deveria ter-se mais respeito pelos gays, apenas pela simples razão de terem existido uns quantos de renome inconfundível.
Fiquei estupefacto! Mas que argumento é este que permite a condescência por comportamentos desviantes, apenas porque os mesmos são ou foram praticados por individualidades reconhecidas, não pela sua condição sexual, mas por um dom artístico ou outro.
Suponhamos que o Aristóteles tinha sido pedófilo. Aceitariamos a pedofilia só porque tinha sido praticada pelo génio da Filosofia Grega. Com este tipo de argumentação, reforço cada vez mais a minha posição de que os grupos minoritários (felizmente que são minoritários) representados por gays, lésbicas, transexuais e outros que tais, sofrem de um decadentismo atroz que os tornam cada vez mais incompreendidos.
Juro que não consigo compreender as tendências sexuais destes homens e mulheres, que penso, não terem culpa daquilo que sofrem (ou melhor, que apresentam), mas, ao menos, podiam não ter o desplante de se exibirem da forma que o fazem, através de parades e manifestações, que são elas sim discriminatórias.
Pronto, e assim, ficam já a saber um pouco da minha posição acerca deste assunto.

5 comentários:

Anónimo disse...

Há mesmo comportamentos questionáveis em grupos humanos, heteros ou gays: estrupos, escândalos, vulgaridade, pai abusando de filhas(muito comum no meio hetero.no entanto há heteros que não o fazem) Condene o que fere e não o que te icomoda- pois publicar mensagens de ódio e preconceito é, sim, mais condenável doque qual uma das coisas que você mencionou. CUIDADO! ISSO É CRIME. William

chagas felixx disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GodfatherBR disse...

Liberdade de expressão não é crime, em momento algum o autor incitou o ódio aos grupos supracitados.

"...no entanto há heteros que não o fazem..."

- Te garanto que só uma minoria infímia pratica tal crime.

Texto interessante:

http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1307029

Iderson disse...

Realmente um equivoco seu senhor ""Pedro""...Deveria respeitar mais as opinioes dos outros e parar de achar que apenas a sua é verdadeira.
Não se pode comparar o fato de Sócrates ter sido gay e merecer respeito a situação possivel de /Aristóteles poder ter sido pedófilo e merecer respeito/. Ser gay não é abusar sexualmente de ninguem e nem descumprir leis estabelecidas. Voce antes de falar essas babaquices intoleráveis e homofóbicas devia procurar saber as centenas de milhares de homossexuais que foram mortos pelo III Reich de Adolf Hitler, baseado em uma lei de 1841.
Você, Pedro é um nazista pervertido que, talvez até seja pedófilo, e fica aí fazendo terrorismo barato para se aparecer e querer mostrar uma opinião de uma questão que desconhece.
Vai estudar e escrever artigos sobre a fome na áfrica, a violencia e as drogas na américa latina. Se quer ser terrorista, põe uma bomba envolta no abdome como aqueles da al-qaeda, pelo menos homem de verdade vc será para depois vir falar asneiras.

Anónimo disse...

"Juro que não consigo compreender as tendências sexuais destes homens e mulheres"

Vc só tem que respeitar e não julgar o que você mesmo já disse que não compreende.

Abraço.

Henrique